Pouco a pouco a sede campestre se torna realidade para os colaboradores da Castrolanda. O projeto, que iniciou efetivamente em 2018, já traz cara nova para um ambiente que promove a integração de todos e é uma opção de lazer para os associados. 

A obra começou com a terraplanagem do terreno, montagem de rede hidráulica, hidro sanitária e elétrica, a realização dos campos de futebol e cinco quiosques em meio ao bosque. Essas estruturas somam-se ao banheiro, almoxarifado e a casa do caseiro, já concluídos, e ao portal de entrada e paisagismo.

Os próximos passos são a trilha para caminhada, campo de areia e lago de pescaria, planejado para janeiro de 2020. O projeto ainda contempla outros três quiosques, área com playground, prédio de vestiário e lanchonete. 

Para o Diretor de Patrimônio e Investimentos, Gustavo Viganó, a estrutura da sede campestre é uma conquista para todos os colaboradores. “As obras estão avançadas dentro daquilo que temos como alvo final. A ideia é que o ambiente ganhe envergadura para receber os colaboradores e se torne rotina dentro do dia a dia agitado das pessoas. Será um local agradável, com muita natureza e uma ótima opção de lazer”, afirma. 

Com 50% de conclusão, Gustavo ainda completa que os prazos de execução estão dentro do que foi planejado e até 2020 será totalmente finalizada. Segundo o Presidente da AFCC, Paulo Machinski, a Cooperativa tem a necessidade de um local que possa reunir mais pessoas.  “A nova sede é um legado que deixamos para as próximas gerações da família Castrolanda e AFCC”, cita. 


Um dos cinco quiosques já construídos.


Portaria do Clube Campestre.


Campo Society.